Domingo
11 de Abril de 2021 - 

NOTÍCIAS

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,64 5,64
EURO 6,71 6,72
PESO (URU) 0,13 0,13

Previsão do tempo

Hoje - Dom Pedrito, RS

Máx
26ºC
Min
16ºC
Chuva

Segunda-feira - Dom Pedrito, R...

Máx
22ºC
Min
9ºC
Parcialmente Nublado

Falha no combate à corrupção leva a insatisfação da população com a Justiça, diz Fux

1 de 1 O presidente do STF, Luiz Fux. — Foto: Fellipe Sampaio /SCO/STF O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira (24) que toda vez que o Judiciário falha no combate à corrupção isso representa mais um "nível alarmante" de insatisfação da população com a Justiça. Fux defendeu que os tribunais precisam estar atentos às questões sociais. A fala foi durante o lançamento do Programa Justiça 4.0, que prevê o aprimoramento de soluções tecnológicas utilizadas pelo Judiciário, desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). “Toda vez que o Judiciário falha no combate a corrupção é mais um degrau que o país desce na percepção da corrupção e é mais um nível alarmante de insatisfação da população ao Judiciário", disse Fux. "Temos que velar pela imagem do Judiciário para que possa conquistar a confiança o do povo. A Justiça existe e sobrevive a partir do momento que ela tem legitimidade democrática chancelada pelo povo”, afirmou. Segundo o presidente do STF, “é muito importante que os tribunais percebam qual é o sentimento constitucional do povo em relação a algumas questões e, notadamente, em relação ao auxilio ao combate à corrupção, que é um dos instrumentos que o projeto Justiça 4.0 vai auxiliar os tribunais”. Programa Fux disse que uma das ferramentas do programa prevê o cruzamento de vários bancos de dados e ainda a centralização de informações sobre bens apreendidos. “Estamos desenvolvendo o Justiça 4.0, que vai propiciar o combate à corrupção com recuperação de ativos com o cruzamento de dados. Vamos ter banco de dados para que seja aplicado à criminalidade, que envolve sistemas financeiros complexos como a lavagem, que muitas vezes é difícil de identificar porque o dinheiro é introjetado na economia formal”, afirmou. A ideia do programa, segundo Fux, é utilizar a tecnologia para fornecer redução significativa de custo e aumento da eficiência e da celeridade nas respostas da Justiça para toda a sociedade. Entre as medidas está a implantação da Plataforma Digital do Poder Judiciário, com possibilidade de ampliar o grau de automação do processo judicial eletrônico e o uso de inteligência artificial. Resposta O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, afirmou que o acesso à Justiça não significa apenas que o cidadão possa entrar com demanda, mas sim que ele tenha o direito de ter uma resposta a ela. “A Justiça digital se apresenta como importante instrumento de aproximação do cidadão do Judiciário e de transparência no Judiciário", disse Martins. "O uso da inteligência artificial pode garantir rápida resposta do Judiciário às pretensões das partes com ganho e redução de custo. Estamos na era da informação, do conhecimento e cibernética. O povo quer Justiça moderna, eficiente, célere e transparente”, disse. Vídeos: assista a mais notícias sobre política 200 vídeos
24/02/2021 (00:00)
Visitas no site:  2286705
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.